Some comments on clinical neurological signs in a mongrel puppy during the suckling period – Case report*

Diversas patologias acometem os cães, principalmente os cães jovens, deve-se ter atenção no histórico, na epidemiologia, nas afecções que são possíveis de acometer a faixa etária, assim como as raças, sendo o diagnóstico baseado nas manifestações clínicas das enfermidades, suas interpretações associadas ao exame clínico e a dificuldade pelos vários agentes etiológicos que podem causar doença no cão, inclusive concomitantemente, o que exige múltiplos diagnósticos (Goldston & Hoskins 1999, Gough 2007, Leal et al. 2012a, Leal et al. 2012b, Leal & Coelho 2014). As principais causas de morte em filhotes são as doenças infectoparasitárias, principalmente parvovirose, cinomose e parasitos gastrintestinais (Norris et al. 2006, Dezengrini et al. 2007, Silva et al. 2007, Fighera et al. 2008, Trapp et al. 2010, Fleming et al. 2011, Leal et al. 2011, Leal et al. 2012a, Leal et al. 2012b, Leal et al. 2015). Várias espécies já foram assinaladas parasitando cães, tendo a diarreia como a mais frequente manifestação clínica, os mais comuns são: Ancylostoma caninum, Cystoisospora canis, Cystoisospora ohioensis, Giardia spp., Toxocara canis, Trichuris vulpis, Dipylidium caninum, Taenia spp., Sarcocystis spp., Capillaria spp., Cyniclomyces guttulatus, Entamoeba sp., Pentatrichomonas hominis (dos Santos et al. 2007, Leal et al. 2011, Leal et al. 2012a, Leal et al. 2012b, Flausino et al. 2012, Leal et al. 2015), principalmente nos animais com até seis meses de idade e a frequência decresce com o aumento da idade (Fahrion et al. 2008, Nijsse et al. 2016). Os sinais clínicos são tipicamente associados ao trato gastrointestinal, diarreia, vômitos, crescimento retardado, desconforto abdominal, em casos graves, obstrução (Bowman 2009).

  

O presente trabalho assinala a importância do diagnóstico clínico e laboratorial nas infecções por Neospora caninum associado a infecção por Toxocara canis, comprovando assim, o valor da visualização destes agentes etiológicos nas fezes e a sorologia no diagnóstico de N. caninum (Moraes et al. 2008, Greca et al. 2010, Leal et al. 2012a, Balthazar et al. 2013, Munhoz et al. 2013, Leal et al. 2015).

RESUMO. Na rotina clínica de cães, para se efetuar um tratamento eficaz da condição mórbida o diagnóstico é fundamental e este objetivo é alcançado com a observação da evolução e em achados laboratoriais onde as infecções intercorrentes têm sido observadas com frequência. Relata-se um caso de diagnóstico clínico laboratorial na infecção por Toxocara canis associado a resposta sorológica para Neospora caninum em canino filhote lactente, com sinais clínicos neurológicos e gastrintestinais. Comprovando assim, o valor do exame clínico, de fezes, no diagnóstico sorológico, demonstrando desta maneira, a necessidade de maior atenção para o diagnóstico de múltiplas infecções por agentes parasitários distintos, permitindo recuperação do paciente após tratamento adequado.

PALAVRAS-CHAVE. Neosporose, toxocaríase, coccídios, infecções concomitantes, helmintos, zoonose.

ABSTRACT. In the clinical routine of dogs, to perform an effective treatment of the morbid condition the diagnosis is fundamental and this objective is reached with observation of the evolution and in laboratory findings where the intercurrent infections have been observed frequently. We report a case of clinical laboratory diagnosis in Toxocara canis infection associated with the serological response to Neospora caninum in a lactating canine, with neurological and gastrointestinal clinical signs. In this way, the value of the clinical examination of feces in the serological diagnosis, demonstrating the need for greater attention to the diagnosis of multiple infections by different parasitic agents, allowing recovery of the patient after adequate treatment.

KEY-WORDS.  Neosporosis, toxocariasis, coccidia, concomitant infections, helminths, zoonoses.

O artigo esta disponível em http://www.rbmv.com.br/pdf_artigos/22-12-2017_17-37RBMV019-Supl.3.pdf

www.ctiveterinario.com.br

Paulo Daniel Sant’Anna Leal, BMV, Dr. CsVs, CNPq.br/Lattes
Coordenador Técnico do Centro de Terapia Intensiva e Emergência Veterinária
Médico-Veterinário, Mestre-MSc e Doutor-DScV, Membro da Academia de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro.  Pós Doutorando Curso de Pós-Graduação de Ciências Veterinárias.  Anexo 1, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). BR 465 km 7. Campus Seropédica, 23.890-000, RJ. E-mail: ctivet@ctiveterinario.com.br

Paulo LealSome comments on clinical neurological signs in a mongrel puppy during the suckling period – Case report*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *