Ancilostomose por Ancylostoma caninum é uma zoonose e deve receber atenção!

O estudo epidemiológico das populações parasitárias em animais de companhia nos permite traçar estratégias mais eficazes no tratamento e controle dessas populações, devido ao fato da maior parte destes Pets terem o hábito de defecar em jardins ou ruas, o que pode contribuir para a contínua contaminação do ambiente, visto que boa parte dos proprietários não promovem o correto descarte dessas …

ctiveterinarioAncilostomose por Ancylostoma caninum é uma zoonose e deve receber atenção!

Raiva! Doença letal, o que precisamos saber?

A raiva é uma encefalite aguda, progressiva, causada por um vírus RNA da família Rhabdoviridae, do gênero Lyssavirus, que possui, atualmente, 7 genótipos. No Brasil apenas o genótipo 1 (Rabies virus – RABV) foi identificado. Esta zoonose é transmitida ao homem, principalmente, pela mordedura de animais infectados que eliminam o vírus.  Outras vias de transmissão da raiva são raras, embora tenham de …

ctiveterinarioRaiva! Doença letal, o que precisamos saber?

Platinosomíase! Doença oculta dos felinos que necessita ser diagnosticada.

As doenças hepáticas dos felinos são um dilema para o médico veterinário, de várias etiologias, que vão desde tumores até obstruções, passando por toxemias ou parasitoses. Os parasitos externos e internos de animais de companhia podem causar doenças graves, levando o animal a apresentar aspecto esteticamente indesejável, além de serem, muitas vezes, transmissíveis aos seres humanos. Dentre as parasitoses, a …

ctiveterinarioPlatinosomíase! Doença oculta dos felinos que necessita ser diagnosticada.

Vírus da imunodeficiência felina (FIV) e da leucemia felina (FeLV), o que precisamos saber?

O vírus da imunodeficiência felina (FIV) e o vírus da leucemia felina (FeLV) pertencem à família Retroviridae e acometem gatos domésticos e selvagens em todo o mundo. FeLV é um Retrovirus RNA, transmitido de um gato para outro, através da saliva, secreções nasais e lacrimais, leite, urina e fezes de gatos portadores, podendo ser totalmente assintomáticos.  A principal forma de contaminação …

ctiveterinarioVírus da imunodeficiência felina (FIV) e da leucemia felina (FeLV), o que precisamos saber?

Tritrichomonas foetus, um importante agente etiológico na medicina de felinos!

Vários agentes etiológicos são responsáveis por sinais gastrintestinais nos felinos, sendo o exame de fezes o primeiro método para um diagnóstico preciso e tratamento eficaz. Os parasitos são diversos e na maioria das vezes ocorrem de forma concomitante, principalmente nos animais jovens, Toxocara spp., Toxocaris spp., Ancilostoma spp., Platynosomum illiciens, Dipylidium caninum, Taenia spp.; Giardia spp., Cystoisospora felis, C. rivolta e Tritrichomonas foetus. …

ctiveterinarioTritrichomonas foetus, um importante agente etiológico na medicina de felinos!

Porque todo tutor deve levar seu Pet no veterinário?

Adquirir um animal de companhia é uma ação de muita responsabilidade, compromisso e obrigações de longo prazo, graças a evolução da medicina veterinária, os animais de companhia vem ganhando longevidade, com uma maior qualidade de vida, por isso, todo tutor ou família antes de adquirir um Pet, deveria avaliar o desejo com um profissional médico veterinário, conhecer sobre cada espécie, raça …

ctiveterinarioPorque todo tutor deve levar seu Pet no veterinário?

Parasitos gastrintestinais em uma colônia de gatos na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, Brasil*

   A medicina veterinária tem evoluído constantemente e proporcionado diagnóstico e tratamento eficaz as doenças que acometem os animais de companhia promovendo longevidade, o que satisfaz à demanda da população humana, que interage com cães e gatos, principalmente em áreas urbanas. Esse convívio interespecífico próximo exige que doenças transmissíveis sejam identificadas e controladas e dentre elas, as parasitárias, onde, o diagnóstico dessas infecções é fundamental para tratamento e desenvolvimento de …

ctiveterinarioParasitos gastrintestinais em uma colônia de gatos na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, Brasil*

Sindrome Respiratória dos Bulldogues!

   Cães de focinho curto ou braquiocefálico, compreendem principalmente as raças de Bulldogs, Pugs, Boxers, Shih Tzu. Esta característica anatômica contribui para uma maior frequência das doenças respiratórias crônicas, devido a anatomia das estruturas respiratórias, estas anormalidades incluem narinas estenóticas (fechadas em média 48% das raças), palato mole alongado (80%), sáculos laríngeos evertidos (48%), colapso laríngeo e em algumas raças, …

ctiveterinarioSindrome Respiratória dos Bulldogues!

Complexo Respiratório Infeccioso Canino! A Tosse dos canis!

   As doenças respiratórias acontecem com grande frequência na clínica de cães, tendo a tosse como um dos principais sinais manifestados pelos Pets.  A doença respiratória ou a síndrome que mais acomete os cães é a que conhecemos com o termo “Tosse dos Canis”, utilizado pela grande maioria dos Médicos Veterinários e conhecido por muitos proprietários, esta doença ou síndrome é definida como uma Infecção Respiratória Aguda Contagiosa, ocasionando tosse seca sonora e …

ctiveterinarioComplexo Respiratório Infeccioso Canino! A Tosse dos canis!

Doenças Neurológicas dos Pets, como reconhecer!

   A neurologia veterinária é uma realidade dentro das especialidades disponíveis na Medicina Veterinária, com profissionais competentes e recursos de imagem é possível proceder diagnósticos e tratamentos eficazes ofertando qualidade de vida a nossos pacientes. Várias enfermidades do Sistema Nervoso Central-SNC acometem os pets.    Cães e gatos tem sua qualidade de vida comprometida por enfermidades neurológicas, dentre estas as neoplasias intracranianas são uma causa …

ctiveterinarioDoenças Neurológicas dos Pets, como reconhecer!